Mulheres Empreendedoras (Catho Online)

A empreendedora e fundadora da Rede Mulher Empreendedora, Ana Fontes foi destaque na matéria Mulheres Empreendedoras da série Mulheres no Mercado de Trabalho, realizada pelo editorial Carreira & Sucesso do portal Catho OnLine. Confira abaixo a entrevista na integra:

 

Que as mulheres estão cada vez mais presentes no mercado de trabalho não é novidade para ninguém, porém, o que elas estão executando e desejando são questões para nossa primeira matéria da Série Mulheres no Mercado de Trabalho.

Segundo a pesquisa “Ambição Profissional”, da Sophia Mind (empresa voltada à pesquisas do mercado feminino), as mulheres planejam seus objetivos profissionais, sendo que o casamento e o nascimento de seus filhos não mudam os objetivos traçados. Apesar desta certeza, a falta de tempo é a maior queixa, pois a jornada dupla as impede de aproveitar o tempo com os filhos e marido.

As mulheres estão empreendendo e investindo em seus sonhos – o empreendedorismo é parte importante na vida feminina, já que, muitas mulheres optam por abrir seus negócios para conseguir conciliar família e carreira. A mulher não permite ser razoável em nenhum aspecto da vida, quer ser melhor profissional, esposa, mãe, filha e amiga. Segundo a pesquisa, 71% das profissionais não abririam mão de cuidar da saúde e 60% delas exigem momentos de prazer com a família.

Para tentar alinhar os dois vieses, carreira e família, muitas profissionais estão abrindo o próprio negócio, exercendo, assim, o que, de fato amam, conciliando o tempo necessário para cuidar dos filhos e da saúde.



Segundo Isabela Portela, Gerente de Inteligência de Mercado da empresa Sophia Mind, as mulheres priorizam os momentos com a família, assumem papéis como chefes do lar, mas não abrem mão de serem bem sucedidas em suas carreiras. “Aliás, o que vemos é que as mulheres querem ser as melhores em todos os segmentos das suas vidas e serem bem sucedidas na vida profissional e pessoal. Com isso, algumas delas desistem da carreira e partem para cargos públicos através de concurso ou abrem seu próprio negócio. O objetivo é o mesmo: dedicar mais tempo para a vida pessoal”, enfatiza Isabela.



O mundo corporativo delimita algumas ações, interfere diretamente no tempo dedicado à família e acaba por não atender aos anseios das mulheres, principalmente, daquelas que tem filhos. “Por conta disto e do ambiente hostil, elas buscam o empreendedorismo como uma opção interessante de continuarem as suas carreiras e ainda serem mães, obtendo maior flexibilidade”, explica Ana Lúcia Fontes, fundadora da Rede Mulher Empreendedora.

Como empreender?

É importante enfatizar que, uma mulher empreendedora irá trabalhar muito, porém, terá flexibilidade com horários e necessidades pessoais. Para que o negócio tenha sucesso é fundamental ter organização e planejamento financeiro. Para abrir mão da profissão atual, o investimento deve ser seguro e focado em resultados em longo prazo.



“Um plano de negócios ajuda, mas por si só não fará do negócio um sucesso imediato. O importante é entender o território em que pretende atuar, saber quem são seus clientes, investigar os concorrentes, buscar formas de se diferenciar  do mercado e, principalmente, buscar redes de apoio aos empreendedores, como SebraeRede Mulher EmpreendedoraEndeavore investir em capacitação para ser empreendedora. O que é aprendido no mundo corporativo nem sempre pode ser usado no seu negócio”, explica Ana Lúcia.



Para Isabela Portela, o planejamento de carreira é realizado pelas mulheres e nem sempre ocorrem grandes mudanças em suas vidas pessoais, como casamento e nascimento de filhos, pois, o desafio é equilibrar com maestria todas essas funções. Ao abrir mão da carreira para empreender devem-se levar em conta todas as mudanças, como, liderar funcionários, estabelecimentos de novas parcerias e habilidade de negociação.

  

“Para uma mulher empreendedora, são muitos pontos positivos, convivo mais tempo com minhas filhas, meu negócio está em crescimento e já tive outras ideias de negócios que estão em desenvolvimento.  Empreender é prazeroso porque você pode construir algo com suas próprias decisões”, resumi Ana Lúcia Fontes.

 

 

 FONTE: http://www.catho.com.br/carreira-sucesso/noticias/mulheres-empreendedoras-%E2%80%93-serie-mulheres-no-mercado-de-trabalho

 

 

Para acompanhar nossas informações sobre mulheres empreendedoras, siga a Rede Mulher Empreendedora no Facebook e no Twitter

 

 

s;