Série Home Office #2: Como escolher a COR IDEAL para o meu local de trabalho?

Por Priscilla Bencke

serie-home-office-02

Quem nunca se viu em um momento de indecisão na hora de tentar escolher uma cor para as paredes em um catálogo de tintas?! Cada ano que passa novas cores são lançadas e a escolha se torna ainda mais difícil. E se ainda quisermos investigar os significados das cores, suas reações, suas influências, círculos de cores,… é tanto assunto que poderíamos fazer uma série inteira somente sobre o universo das cores.

Bom, como não é o caso aqui, vamos ser bem objetivos ao título desse artigo: “Como escolher a COR IDEAL para o meu local de trabalho?“. Para responder, inicialmente, vou contextualizá-la de duas formas diferentes para esclarecer sobre a aplicação das cores no Home Office:

A) Tenho um cômodo específico para o meu Home Office. Como e onde devo aplicar as cores no local de trabalho?

Neste caso você tem total flexibilidade de utilizar as cores que melhor favorecem o seu desenvolvimento profissional. Aplique-as nas paredes, no mobiliário e nos acessórios, sempre priorizando o visual sentado em seu local de trabalho, pois precisamos enxergar as cores para que elas possam nos influenciar. Deixe a criatividade livre e não tenha medo de experimentar o colorido!

B) Meu Home Office é integrado a um outro ambiente. Como e onde devo aplicar as cores no local de trabalho?

Diferente do caso anterior, sugiro aqui, manter a unidade da decoração do ambiente no qual o Home Office faz parte e deixe para aplicar as cores nos acessórios. Existe um universo enorme de acessórios onde podemos utilizar as cores: porta canetas, quadros, porta retratos, adesivos, fundo de tela do monitor, flores: Gérberas tem tons muito coloridos, Astromélias oferecem diversas cores e são super resistentes, Tulipas agregam charme e sofisticação, entre muitas outras opções!

Depois de identificar em qual contexto se enquadra o seu local de trabalho e sobre como aplicar as cores, vamos ao que interessa: afinal, como escolher a cor ideal? Se entendemos que o principal objetivo de um local de trabalho é produzir, as cores devem ser adequadas para que contribuam com um bom desenvolvimento profissional e que estimulem a produtividade. Abaixo apresento um roteiro simplificado para descobrir qual a cor mais adequada ao seu trabalho.

1) Gosto não se discute.

Não adianta nada eu apresentar diversas razões lógicas e científicas sobre qual cor você deve utilizar para potencializar o seu desempenho profissional, se você simplesmente não gosta daquela cor! Principalmente no caso de Home Office onde todos os elementos são personalizados e devem estar de acordo com o gosto o usuário. Dica: se você tem dificuldade de identificar quais cores lhe agradam mais, experimente fazer ao contrário, elimine do catálogo aquelas que você não gosta de jeito nenhum.

2) Análise as características do ambiente.

O espaço de trabalho tem uma boa iluminação? É quente ou é frio? Pequeno ou espaçoso? Pergunto isso, pois as cores são, incrivelmente, capazes de iluminar, esquentar, esfriar ou mesmo ampliar a sensação visual dos ambientes.
Então faça um check list e identifique o grupo de cores que melhor favorece o seu ambiente de trabalho:

  • Se precisa iluminar o espaço: Vale qualquer cor, desde que seja em tom claro. Quanto mais próximo do branco for a cor, mais ela vai refletir a luz incidente, iluminando o ambiente. Preferência por branco, e tons de amarelo e laranja.
  • Se precisa esquentar o espaço: utilize as chamadas “cores quentes” que são os amarelos, laranjas, vermelhos e violetas, normalmente em tons mais escuros.
  • Se precisa refrescar o espaço: opte pelas chamadas “cores frias” que são os verdes e azuis, de preferência em tons claros.
  • Se precisa ampliar o espaço: tons claros afastam visualmente as superfícies, dando a sensação de que o espaço é maior do que realmente é.

3) Quais habilidades você precisa desenvolver no seu trabalho?

Depois de observar o seu gosto pessoal, as características do seu espaço, agora é a hora de analisar as habilidades que você precisa desenvolver para obter um melhor resultado profissional. Mais uma vez, aqui, as cores podem ser utilizadas de forma estratégica para contribuir com os seus efeitos psicológicos, incentivando as nossas emoções e habilidades.

  • Para atividades que exijam CALMA E CONCENTRAÇÃO: Tons de verde e azul são as cores mais relaxantes e que tranquilizam os profissionais. Por isso são indicadas para atividades que exijam foco e concentração. Ambos ativam a parte cerebral do Córtex Pré Frontal, responsável pelas tomadas de decisões, além dos pensamentos abstratos e criativos.
  • Para atividades que exijam OTIMISMO E CRIATIVIDADE: Tons de amarelo são os que mais estimulam a atividade intelectual e que atrai o otimismo, sendo muito indicados em locais de trabalho com atividades criativas e de inovação. Também auxiliam na concentração, pois ativam tanto o Sistema Nervoso, quanto o cérebro.
  • Para atividades que exijam COMUNICAÇÃO E DINAMISMO: Tons de laranja estimulam a ação, a comunicação, o entusiasmo e dão energia. Cuidado com tons avermelhados que intensificam os batimentos cardíacos e podem aumentar a pressão sanguínea, não sendo indicados para ambientes de trabalho com atividades intelectuais.

E para concluir, a regra de ouro para a PRODUTIVIDADE em qualquer local de trabalho: EVITE CONTRASTES DE CORES! De qualquer forma: entre paredes, entre parede e mobiliário, entre parede e vista externa. Busque sempre pela harmonia entre cores e muito cuidado com a combinação preto x branco.

Para saber mais sobre esse assunto, acesse!

12509382_10153452012548865_4631630103581297151_nPriscilla Bencke é Arquiteta, pós-graduada em Arquitetura de Interiores, se especializou em Projetos para Ambientes de Trabalho na escola alemã Mensch&Büro Akademie. Única profissional no Brasil com a certificação “Gepr. ArbeitsplatzExpertin”. É responsável pela BENCKE ARQUITETURA, com mais de 50.000m² de área projetada, atuando nas áreas de projeto e execução, para empresas que buscam a produtividade através do bem estar e da qualidade de vida. Oferece também o serviço de Consultoria Online, atendendo empresas em diversas regiões do país. É autora do blog Qualidade Corporativa, tutora voluntária da Escola de Você e participante frequente em eventos de desenvolvimento humano e empreendedorismo. Além de ser Embaixadora da Rede Mulher Empreendedora em Porto Alegre.

s;