BrazilLAB abre inscrições para projetos de startups que solucionem desafios do setor público

inspiração

Empreendedores devem oferecer soluções nas áreas de equilíbrio fiscal, agricultura urbana e comunicação. Evento de lançamento será hoje, às 19h30, no Campus São Paulo
 
O BrazilLAB abre inscrições para receber projetos de startups que solucionem grandes desafios dos municípios brasileiros. O evento de lançamento acontece hoje, quarta-feira, às 19h30, no Campus São Paulo (Rua Coronel Oscar Porto, 70 – Paraíso), com participação de Filipe Sabará, Secretário de Assistência e Desenvolvimento Social na Prefeitura de São Paulo, Luiz Felipe d’Avila, diretor-presidente do Centro de Liderança Pública, Denise Yagui, Diretora Executiva da Fundação BRAVA e com a medição de Letícia Piccolotto, fundadora e CEO do BrazilLAB. Na ocasião, os palestrantes discutirão o tema “Empreendedorismo e Governo: como essa parceria pode transformar o nosso país?”.
 

Esta é a segunda edição do programa e para este ano as soluções das startups precisam ser relacionadas a três áreas: equilíbrio fiscal, agricultura urbana e comunicação. O BrazilLAB é o único hub de inovação que acelera ideias e conecta empreendedores com o poder público. Oferece mentoria especializada, workshops, networking, visitas em campo e participação em rodada com investidores. Ao final do programa, o vencedor receberá um prêmio financeiro e apoio da equipe do BrazilLAB na aproximação com a poder público para a implantação dos projetos nas prefeituras.
 

Na última edição, foram mais de 600 projetos inscritos, sendo 11 selecionados para participarem de laboratório. Em 2016, as soluções foram voltadas para educação, sustentabilidade ambiental e saúde. As startups finalistas já estão em negociação com prefeituras como Santo Antônio do Pinhal, Botucatu e Salvador para colocarem em prática as ideias de inovação.
 

As inscrições para o BrazilLAB vão até 5 de julho pelo site www.brazillab.org.br. Para participar do laboratório, serão selecionados 10 projetos de startups, de acordo com os critérios definidos. Serão quatro ciclos de atividades presenciais que vão de setembro a dezembro. O vencedor será conhecido durante avaliação de banca julgadora.
 

Fonte: Divulgação

 

 

s;