calendario />

MEI: o que te espera em 2018?

*Por Heloisa Motoki 
 
Feliz 2018! Não, você não leu errado. Quem empreende precisa se planejar, precisa pensar antes, tentar se antecipar o futuro.
 

E não pense que está cedo, o governo já tomou algumas medidas desde 2016 e recentemente divulgou sobre cancelamentos de MEIs que estão com impostos pendentes.
 

Diante do cenário, não há muitas escolhas a fazer: Você se adequa ou você fica irregular, e não adianta reclamar da concorrência desleal, da falta de apoio do governo, da crise do Brasil. Ou você faz ou fica esperando as coisas serem feitas por alguém.
 

Começando por notícias boas:

 

  • O MEI terá maior limite de faturamento, o novo limite será de R$ 81.000 (cerca de R$ 6.750 ao mês)

 

  • Quem for empresário individual que tenha vinculado a conselho profissionais não precisará pagar o registro em duplicidade (como pessoa física e como pessoa jurídica)

 

  • O produtor rural não perderá seu benefício com a atividade do MEI e ainda poderá ter 1 funcionário registrado

 

 

Agora as más notícias:
 

  • O MEI urbano não poderá ter mais funcionário, devendo para 2018 optar pelo desenquadramento do MEI ou demitir o funcionário para se manter no regime. Cuidado a tentação de querer mantê-lo sem registro

 

  • Se você não optou pelo parcelamento corre o risco de ter o seu MEI cancelado

 

Para sobreviver a 2018, as dicas dada no artigo anterior está valendo na hora de formar o seu preço de venda:

 

  1. Observe seu faturamento ao longo do período (crie alguns cenários bons e ruins) para considerar sua faixa, vá pela maior;

 

  1. Aproveite a gordurinha que ficará nas alíquotas para trabalhar os descontos que conseguirá conceder no fechamento;

 

  1. Coloque sempre prazo nas propostas enviadas para que você tenha condições de alterar o preço se necessário;

 

  1. Negocie também sobre o momento de faturar (gerar nota fiscal) e receber, isso irá influenciar no cálculo do imposto;

 

  1. Acompanhe qualquer movimentação do mercado para fazer os ajustes antecipadamente de sua estratégia;

 

  1. Não espere a virada do ano para começar sobre seu preço de venda para 2018, lembre-se que o ciclo entre a proposta de trabalho e o efetivo fechamento pode ser estender e qualquer aumento poderia atrapalhar sua negociação.

 

Se olhando todo esse cenário não houver opções e tiver que encerrar, uma boa notícias, o governo facilitou o processo e tornou ele eletrônico.

 

* Heloisa é influenciadora da Rede Mulher Empreendedora, fundadora da Quali Contábil (www.qualicontabil.com.br) e Consultora Especial no site Fórum Contábeis (http://www.contabeis.com.br/usuarios/102860/heloisa-motoki/). Com formação em MBA em Controladoria, Graduada em Ciências Contábeis e Técnico em Contabilidade, participante do programa de Empreendedorismo pela FGV/Goldman Sachs – 10.000 mulheres (http://www.10000mulheres.com.br/empreendedoras/Heloisa-Motoki). Há 19 anos no mercado contábil, atua diretamente com pequenas e médias empresas em São Paulo.

s;