RME, Tech em Sampa e Airbnb levam empreendedoras ao Vale do Silício

vale do silicio

Finalistas do Prêmio Mulheres Tech em Sampa, fundadoras das Startups brasileiras Vittude e Testr viajaram à São Francisco para semana de imersão em cursos de capacitação
 
Como parte da etapa final da terceira edição do Prêmio Mulheres Tech em Sampa, que aconteceu no início deste ano, a Rede Mulher Empreendedora, a Tech em Sampa e a Airbnb selecionaram duas startups de tecnologia lideradas por mulheres para uma viagem a São Francisco, na Califórnia, EUA. Elisa Volpato, fundadora da TESTR, e Tatiana Pimenta, fundadora da Vittude, foram as escolhidas para uma semana de cursos e palestras no Vale do Silício com o intuito de gerar capacitação e inspiração.
 

A seleção foi realizada pelas três empresas, que acompanharam o desenvolvimento de seis startups da área de tecnologia lideradas por mulheres durante cerca de oito meses para avaliar seus desempenhos. As duas empresas que tivessem os melhores resultados seriam selecionadas para participar da viagem. A agenda das fundadoras incluiu visitas a empresas como Facebook, Google, Pinterest e o próprio Airbnb, que promoveu um dia inteiro de imersão em assuntos como UX/UI Design, Employee Experience (experiência do funcionário), Marketing e Mídias Sociais, Finanças e Assuntos Jurídicos.
 

Além disso, participaram de uma palestra de inspiração com Belinda Johnson, executiva número dois do Airbnb e braço direito do fundador e CEO, Brian Chesky. “Foi uma oportunidade única, é extremamente difícil conseguir uma agenda com uma executiva desse nível”, afirma Tatiana.
 

A Plug and Play também foi uma das organizações visitadas, considerada a maior plataforma de inovação do mundo e a 500 Startups, aceleradora que já investiu em mais de 1800 startups. Ocorreram também ações específicas focadas em cada uma das startups participantes: enquanto a Vittude visitou empresas focadas em Online Therapy, como a americana Better Help e conversou com investidores anjos da área de saúde, a Testr visitou agências focadas em design e testes de usabilidade.
 

Iniciativas como a do Prêmio Mulheres Tech em Sampa são fundamentais para incentivar o empreendedorismo feminino. Apesar de crescente, o percentual de startups fundadas por mulheres ainda é muito baixo, cerca de 18%. Um estudo feito pela Mckinsey em 2017 mostrou que apesar do comprometimento de diversas empresas em construir ambientes mais diversos, o progresso ainda é muito baixo e ainda há baixa representação em cargos de alta gestão.

 

s;